domingo, 12 de agosto de 2007

Poemeu

É dedar medo
Ceguir os segos
Cor taras pontes
Hávida é ex cura
E há guamole
Em pé dradura
(Entendeu agora?)

Millôr Fernandes

5 comentários:

  1. Obrigada pela visita e pelos comentários. Quando discordares de minhas idéias, conte-me as tuas. Adorarei sabê-las.

    Um abraço.

    ResponderExcluir
  2. poeta preferido (e de bom gosto), em breve estarei aí. devo chegar no dia 1º de setembro (ou alguns dias antes) e faço questão de uma prosa (ou muitas).


    hoje com especial apreço pelos parênteses,
    audrey

    ResponderExcluir
  3. e ai? tipo assim... vai rolar???
    hã hã hã?!?!?
    rs
    bj

    ResponderExcluir
  4. entendi foi preciso de certa forma ler em voz alta
    rssss

    ResponderExcluir

Falhe conosco