terça-feira, 10 de agosto de 2010

Esboços

Na página 107, o personagem relatava: "sinto que atingi o ápice, a sabedoria, a compreensão de tudo. Compreendo o mundo, compreendo o que as pessoas pensam, até mesmo as razões pessoais para suas brigas e guerras. Entendo as razões, como entendo a motivação dos assassinatos, como entendo o papel da burocracia na pós-modernidade e a exasperação dos politicos e seus adversários. A ânsia da imprensa e suas segundas intenções, as corrupções e fraudes, mas também compreendo o voluntariado, a existência do amor e da esperança, da honestidade. O carinho e a ajuda de pessoas comprometidas com os outros, entendo tudo e todos, os bons e os maus, o que os motiva e o que os leva a serem o que são e a agirem como agem. Entendo o mundo, sim, estou ali em cima, vejo das alturas a humanidade explicada, mas eles não me compreendem e não compreendem uns aos outros. Ter a consciência de tudo, inclusive a consciência de saber que nunca serei compreendido, ao contrário do que um dia imaginara, me causa apatia, me deixa inerte, sentado no topo do mundo, desmotivado. Fico ali, parado, vendo o mundo passar, sabendo que nada posso fazer, e mesmo que tente fazer alguma coisa, são os outros que não conseguem se compreender, e por isso também não me compreenderão. Estou condenado à sabedoria e à solidão, pois a sabedoria possui uma característica intrínseca que é a de isolar o seu possuidor. Come se fosse uma maldição, por tê-la alcançada."

Na página 108 não existia mais personagem.

8 comentários:

  1. A sabedoria, importa lá em que grau seja, é, seja lá a instância que seja, uma maldição.
    ABBÇos fratermamente carinhosos.
    MarGGa Duval

    ResponderExcluir
  2. (retificando...)
    A sabedoria, importa lá em que grau seja, seja lá em que instância for, É uma maldição.
    ABBÇos fratermamente carinhosos.

    ResponderExcluir
  3. Pagamos um preço até mesmo por coisas que sabemos, conhecemos, etc...
    abraço!

    ResponderExcluir
  4. interessante, seja por nao poder compartilhar a sabedoria ou nao querer por puro egoismo, vai nos isolar de alguma forma.
    o que estragou foi a foto dos seus pes
    aoo fiao

    ResponderExcluir
  5. nao é minha a foto, é de algum maluco da internet.

    ResponderExcluir
  6. "são os outros que não conseguem se compreender"
    dava para substituir todas essas palavras com apenas essa frase. Isso nos resume e a falta de compreensão é a pior das doenças. É o fato não querermos admitir nossa mediocridade, imbecilidade...o fato de não aceitarmos os fatos. De simplesmente não nos importarmos com aquelas perguntas, sabe? E todos seguimos, fingindo que é vida.

    Texto muito bom, quase perfeito!
    hahaha...abraços!

    ResponderExcluir
  7. porra alemão. por acaso eu sou o autor desse livro? euheuheue. "entendo tudo e todos". eu sempre disse isso. aliás, essa é minha última passagem por esse plano terrestre, pois cheguei ao meu ápice espiritual. não tenho mais como evoluir. e minha principal virtude, é a humildade. já meu defeito é ter consciência disso de que sou tão bom! auhuha. abraço alemão!

    ResponderExcluir
  8. Wise, indeed. Lovely feet, lovely bones. Un besito desde Brasil donde nadie comprende nadie, la gran maioria piensa que camina pero en realiad son inertes.LP

    ResponderExcluir

Falhe conosco