domingo, 21 de março de 2010

Do tempo

O tempo
passa
Time creeps
El tiempo pasa
y no vuelve jamás

Crescemos, envelhecemos,
vivemos,
e o tempo está sempre ali,
passando,
e nos vendo ficar.

O tempo, cruel,
corre.


Mas meu relógio
parou.

3 comentários:

  1. seria bom se a vida as vezes fosse como o relogio que para
    voce ficou sabendo sobre o mateé amigo da paula?

    ResponderExcluir
  2. ´porra alemão. escrevi tudo e sumiu do nada, q bosta. bom, vou escrever de novo então. lendo teu perfil, lembrei do livro Contra o Método, do filósofo e físico Paul Feyerabend, tipow, ele defende justamente isso que tu falou, usando vários métodos, e não um método fechado, saca? faloww alemão, esqueci o resto q eu tinha escrito antes, fica pra outra..auhauhau

    ResponderExcluir

Falhe conosco